“Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco”. Edmund Burke

O comodismo infelizmente é algo natural para o ser humano. A sensação de conforto e segurança que ele proporciona muitas vezes nos leva a postergar decisões, cancelar iniciativas, evitar mudanças.

Com a atividade física em vários casos é assim: deixamos de começar a nos exercitar porque, para nos autojustificarmos, não teremos tempo para treinar do jeito certo, na quantidade mais indicada, ou mesmo escolher a atividade que “supostamente” temos mais identificação.

Umas das modalidades mais naturais e práticas, e quase todas as pessoas podem começar a fazer com relativa facilidade, é a caminhada.  Pode ser uma, duas, três vezes na semana, ou mesmo todo dia. A caminhada é uma opção fantástica para melhorar seu condicionamento cardiovascular, reduzir peso, diminuir o stress, fortalecer ossos, etc.

Mas você sabia que a caminhada ajuda a postura e também pode ser uma excelente alternativa para reduzir dores?

Como isso acontece?

Ao iniciar a caminhada, é natural que o nosso corpo, de forma gradual, comece a procurar uma postura mais adequada. Isso acontece por dois motivos principais:

Maior rendimento na caminhada – Com a regularidade da prática, o caminhada ajuda a postura pois o faz caminhar mais tempo, e com maior eficiência. Os músculos e articulações tendem a ficar mais estáveis e evitam aquela caminhada cansada, onde o corpo “desaba” a cada novo passo.

Percepção corporal – É muito natural associar toda atividade física a uma melhor postura.  Esse automonitoramento na caminhada ajuda a postura não somente durante a prática, mas também começa a ser incorporada no dia a dia, quase que de forma inconsciente.

 

A caminhada ajuda a reduzir minhas dores?

Sim. Atualmente, segundo dados do Ministério da Saúde, 67% população teve ou tem algum tipo de desconforto na região das costas e pernas. A caminhada ajuda na redução das dores diversos aspectos:

Melhor postura – Com certeza a manutenção da boa postura durante a caminhada reflete no decorrer do dia. Isso acontece porque a preocupação com posições que a médio/longo exigem mais dos músculos e trazem dores aumenta.

Fortalece músculos e ossos – A caminhada aumenta o percentual de massa muscular e óssea. Isso contribui para atenuar uma má postura decorrente do cansaço.

Aumento da circulação sanguínea – Com a caminhada, nosso corpo começa a se tornar mais eficiente na circulação do sangue no corpo. Muitas dores, principalmente nas pernas, são decorrentes de má circulação, gerando dores. Caminhar é um excelente “remédio” nesses casos.

 

E para finalizar: procure realizar alongamentos em seu ambiente de trabalho ou no dia a dia (confira uma de nossas matérias sobre o tema clicando aqui). Com certeza eles também ajudarão de forma importante na melhoria da postura e das dores.

Como falamos no início, saia do comodismo. Afinal, dor não combina em nada com saúde e bom humor, não é mesmo?