Para correr melhor, é só colocar um pé na frente do outro o mais rápido possível, correto? Não é bem assim. A corrida tem uma série de variáveis onde o melhor movimento faz toda diferença. E a corrida na subida, é uma das principais circunstâncias.

Ainda existem muitas dúvidas, mesmo entre treinadores, sobre qual a melhor técnica para se encarar uma subida. Como devo posicionar meu tronco? Meus movimentos devem ser mais amplos ou mais rápidos? Devo acelerar para chegar mais rápido, ou trabalhar com paciência, indo mais lento e gastando menos energia?

Dá pra ver que são muitas perguntas, não e mesmo? Por isso, separamos 3 dicas para você, que vão ajudar muito no aumento de sua eficiência para encarar a corrida na subida.

 

Treinamento de força: Capriche no seu 

Ter mais eficiência na hora de encarar uma subida começa antes de chegar lá, efetivamente. E esse primeiro passo deve ser dado com o treinamento de força.

Através de exercícios que vão fortalecer e dar mais capacidade a sua musculatura, a subida se tornará com certeza um desafio menos doloroso. Explico: na subida, em função do corredor passar mais tempo com o pé em contato com o solo, a musculatura é bem mais exigida do que nas corridas na descida ou reta.

Assim, um treinamento de força bem feito é o primeiro passo para vencer a subida. Caso queira saber um pouco mais sobre exercícios mais indicados para o corredor, sugiro ler matéria em nosso blog clicando aqui.

 

Quanto mais íngreme, menos amplitude 

Na dica anterior, explicamos que a corrida na subida exige mais da musculatura, correto? Isso acontece porque o gesto técnico é modificado, e seu corpo precisa ficar mais inclinado à frente, com o apoio do pé efetivando-se um pouco mais a frente do seu corpo. Com isso, o impulso de um movimento mais amplo acaba não trazendo grandes vantagens, pois o ângulo não favorecerá um maior deslocamento. Em resumo: mais esforço e perda de energia.

Por isso, movimento mais curtos, principalmente em subidas mais íngremes, desgastam menos o seu corpo e não se diferem tanto em deslocamento em relação a passadas mais largas.

 

Utilize mais seu braço na corrida 

O braço muitas vezes na corrida é considerado o patinho feio. Pouca gente fala deles.  Mas acredite: eles são fundamentais para uma subida mais eficiente.

Isso acontece por dois motivos:

  1. Na subida, um movimento vigoroso de braços ajuda o tronco a ser empurrado a frente. Mas cuidado: o movimento deve ser vigoroso, mas não muito amplo, para evitar a tendência de “rodar” o tronco;

 

  1. Com movimentos mais vigorosos, porém curtos, eles contribuem para que a mesma ação seja executada também nas pernas, sincronizando as duas partes desse ciclo, ajudando a vencer uma subida gastando menos energia e perdendo menos velocidade;

 

Quer mais dicas de corrida em subida, treinamento de corrida e outros? É só conferir o Blog Pacefit com essa e outras matérias de saúde, atividade física, e o universo da corrida.