Quem conhece os benefícios da corrida e faz da prática uma aliada regular para a manutenção da saúde geral do seu corpo, certamente já ouviu falar da meia de compressão para corrida, que está cada vez mais presente nos treinos e provas por todo o país.

Essa é uma medida adotada por muitos especialistas, como educadores físicos, fisioterapeutas e ortopedistas, que costumam recomendar aos seus pacientes o uso de acessórios variados para minimizar o risco de acidentes, melhorar o condicionamento físico e potencializar os benefícios durante a prática de uma atividade física.

Mas, afinal, esse tipo de meia realmente é útil ou é só mais um modismo? No artigo de hoje vamos desmistificar esse assunto e passar dicas valiosas. Confira:

O que é a meia de compressão para corrida?

O acessório tem caído no gosto de atletas, principalmente dos que praticam corridas de alta performance, que são aquelas provas a partir dos 5km. E a promessa dos principais fabricantes do produto é a de quanto mais potente for o corredor, melhor será o aproveitamento das meias, já que a partir dos 10 km são menos sentidas as dores do desgaste muscular.

Basicamente, a meia de compressão para corrida é uma peça de vestuário produzida com resistentes fibras elásticas, que ficam dispostas tanto verticalmente quanto longitudinalmente e cobrem toda a extensão dos pés aos joelhos. Geralmente, as meias são vendidas nos tamanhos P, M e G, em modelos femininos e masculinos, cujos preços variam de acordo com a marca escolhida.

Como essa meia pode melhorar o rendimento nos treinos?

A meia de compressão surgiu no mercado para auxiliar pacientes que sofriam com problemas no sistema circulatório, como gestantes e pós-operados, por exemplo. A função principal desse tipo de meia era auxiliar os pacientes a melhorar a circulação sanguínea das pernas, evitando o acúmulo de sangue e o aparecimento de complicações como as embolias e tromboses.

Nesse sentido, o principal efeito das meias de compressão é proporcionar uma pressão, que pode ser de leve a moderada, em toda a musculatura das pernas, especialmente na região da panturrilha. Logo, os especialistas perceberam que elas também poderiam ser aliadas dos atletas e adaptaram os modelos para fins esportivos.

Como essas meias comprimem os músculos de forma eficaz durante toda a prática do exercício, o efeito direto é o melhor retorno do sangue venoso, que por sua vez ativa a circulação e melhora a oxigenação, reduzindo os níveis de ácido lático nos músculos.

Quem pode usar? E se eu não for um corredor de alta performance?

Apesar de muitos especialistas indicarem o uso da meia de compressão para corrida para atletas de alta performance, como já dissemos, isso não impede que os demais corredores se beneficiem do uso das meias, já que elas ajudam a reduzir a sensação de cansaço nas pernas e as dores na panturrilha.

Por essa razão, as meias podem ser aliadas de qualquer corredor que queira minimizar as dores musculares pós-treino, seja ele de alta performance ou não.

Mas devemos destacar que, antes de adotar o acessório para incrementar o seu rendimento, é importante conversar com o seu treinador ou ortopedista para uma avaliação completa. Assim, você evita danos futuros e aproveita ao máximo os benefícios das meias de compressão para a corrida, tais como:

  • redução das dores e câimbras musculares pós-treino;

  • melhora da oxigenação muscular e ativação da circulação sanguínea;

  • alívio da sensação de cansaço e peso nos pés.

E você, corredor? Já usa a meia de compressão para corrida nos seus treinos? Compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais para que outras pessoas também saibam se devem usá-la e quais seus benefícios!