Sabemos o quanto corredores aproveitam os benefícios da corrida e não deixam de fazer seu treino de separar uma horinha do dia para praticar. Afinal, é preciso manter a boa forma e eliminar o estresse do trabalho. No entanto, dependendo do treino e intensidade, é comum aparecer aquela dor nos pés após um treino.

Os motivos podem ser muitos. Mas os principais são a escolha indevida do calçado, sobrepeso e uma possível predisposição genética, que dificulta a prática do exercício.

Quer saber mais? Acompanhe este texto e conheça informações primordiais sobre dores nos pés após a corrida e como prevenir. Confira!

 

Quais são as principais causas da dor nos pés após uma corrida?

Tendão de Aquiles

A vida de corredor pode ser acompanhada por muitas dores. Uma delas é a inflamação no tendão de Aquiles. Essa estrutura muscular liga a parte posterior da perna à panturrilha. A inflamação nessa região ocorre porque o corredor tencionou excessivamente esse músculo ou há falta de flexibilidade.

Essa inflamação é comum acontecer quando se corre em ladeira bastante inclinada ou quando a intensidade de treino é aumentada bruscamente. Não é recomendado seguir a corrida com essa dor, pois a inflamação pode ocasionar na ruptura parcial ou integral do tendão.

 

Unha preta

Outra dor bastante recorrente é a conhecida popularmente por unha preta. Essa inflamação é fácil de notar pela formação de uma bolha de sangue abaixo da unha. Ela acontece porque o dedo se machucou ao colidir com algum obstáculo.

Em muitos casos, isso se agrava quando se usa calçado muito apertado ou de material impróprio para corrida. Na maioria das situações, o acúmulo de sangue provoca a queda da unha.

 

Sobrepeso

Um dos fatores de maior incidência de dores nos pés tem relação com o sobrepeso. Durante uma corrida, seu corpo recebe a carga de uma a três vezes o peso corporal. Todo esse impacto acaba se concentrando na região de pés e tornozelo, que são mais exigidos e fazem mais força para estabilizar seu corpo.

Com isso, é normal que a dor nos pés surja. Portanto, trabalhar na sua alimentação para os treinos é fundamental  na redução do peso e redução desse problema.

 

Joanete

Você já deve ter ouvido falar do joanete. Essa é uma dor bastante conhecida pelos corredores. Trata-se de um crescimento ósseo próximo da base do dedão. Ele é provocado por má-formação genética, dificuldades biomecânicas ou uso de calçados muito apertados.

 

Fortalecimento Muscular

Já citamos em diversas matérias no blog a importância de um trabalho de fortalecimento muscular. Sem esse complemento tão importante, a sua musculatura acaba não tendo a força necessária para absorver o impacto causado na corrida. Com isso, os pés, que são uma das regiões mais frágeis e com menos músculos, acabam sofrendo.

 

Que cuidados os corredores devem ter para tratar esses sintomas?

No caso de tendinite ou inflamação no tendão de Aquiles, o tratamento mais recomendado é o uso de anti-inflamatórios, acompanhado de massagens na região. Se as dores persistirem por muito tempo, é melhor procurar por um ortopedista.

Já no caso da unha preta, a solução é drenar o sangue para retirar a pressão. Além disso, para auxiliar nesse processo, indica-se fazer a limpeza da unha com álcool. Pode-se procurar ajuda médica para fazer o curativo.

Uma saída para a dor de joanete pode ser utilizar um suporte ou aparelho ortopédico que reduza a pronação e amenize o crescimento da inflamação. Em casos mais graves, o joanete de ser tratado com cirurgia.

 

Como fazer uma corrida mais confortável?

Alguns cuidados podem ser tomados para evitar lesões e dores pós-corrida. Por exemplo, recomenda-se alongar a região do tendão de Aquiles. Portanto, o alongamento deve ser feito depois da corrida, já que o tendão estará aquecido, favorável a um alongamento de forma lenta.

Outra dica é quanto ao calçado. Escolha um mais adequado ao seu pé e ao tipo de solo onde você faz corrida. No caso de treinamentos em ladeiras, faça de forma gradual para não causar lesões.

Essas foram algumas informações para você evitar dor nos pés. Também é importante manter uma postura na corrida. Por exemplo, fazer movimentos dos braços inversos aos dos membros inferiores. Assim, você melhora a performance e fica longe das dores.

Gostou dessas dicas para não ter mais dor nos pés? Confira outras dicas em nosso blog na sessão Lesões na corrida