Corrida pós COVID: Como voltar de forma adequada?

Corrida pós COVID e suas recomendações
4 minutos para ler

Você está entre as milhões de pessoas que contraiu o vírus, e ainda tem dúvidas de como será sua corrida pós-COVID? Conheça agora estratégias e recomendações para retornar com segurança, sem queimar etapas

A pandemia mudou a forma de enxergamos o mundo, bem como nossos hábitos. Correr de máscara, a busca por assessorias esportivas online e o aumento de corredores urbanos estão entre as principais mudanças. Essas adaptações ocorreram com o objetivo de treinar a corrida de forma mais individual e sem aglomerações. 

Não sabemos quais mudanças permanecerão ao final da pandemia. Porém, é visível que a população, seguindo recomendações médicas, estão buscando estratégias para evitar o contágio.

Mas e os corredores que JÁ pegaram COVID?

Esse é um tema pouco falado, o que contribui na redução de cuidados. 

Para ajudar o corredor a seguir as melhores recomendações nesse retorno, separamos dicas super importantes, que você terá acesso à partir de agora. 

Não existe retorno sem liberação médica

Antes de qualquer estratégia ou dica, não esqueça que o aval médico é fundamental no retorno de um corredor aos treinos. É ele que irá analisar se as questões referentes ao sistema imunológico e respiratório estão num momento propício e saudável, bem como liberar a retomada.

Mas atenção: o médico definirá somente a liberação e diretrizes. Porém, cabe ao treinador, de posse dessas informações, definir a planilha de treinamento mais adequada. 

Não retorne DE FORMA ALGUMA aos treinos apenas por estar se sentindo bem. Muitos pontos de sua saúde ainda podem estar comprometidos e a volta precoce pode prejudicar. Fora a questão viral, que deve estar 100% mapeada. 

Sua corrida pós COVID deve se basear na percepção de esforço  

Muito subestimada entre corredores, treinadores e área médica, a percepção de esforço será o “farol” para esse retorno.

Explicando melhor: seja um corredor com um pequeno ou grande histórico na corrida, apenas durante os treinos se saberá, na prática, a resposta do corpo ao esforço físico. 

Recomendações para treinar pós COVID

Portanto, é muito importante que nas primeiras semanas não haja uma rigidez no ritmo corrida pós COVID.

Começou a correr e se cansou rapidamente? Ajuste no próximo treino. Isso será essencial para o corpo se recuperar sem grandes impactos, preservando o sistema imunológico. 

Reduza número de dias e volumes de corrida 

Ponto essencial a ser seguido na corrida pós-COVID. Quando o corredor é contaminado pelo vírus, seja ele assintomático ou com sintomas leves, pode haver a percepção equivocada de que basta o repouso e, assim que o vírus não estiver mais no corpo, retomar os treinos. 

Não é bem assim.

Um retorno aos treinos de corrida em patamar similar pode mexer muito com sua parte física, que ainda estará num processo de recuperação. 

Além disso, o vírus apresenta mutações que trarão respostas diferentes em cada organismo. 

Portanto, um retorno gradual – mesmo entre corredores assintomáticos – é o indicado, por uma questão de precaução e segurança. 

Mantenha todas as precauções na sua corrida pós COVID

Durante o início da pandemia, acreditava-se que, ao contrair o vírus, não é existia mais o risco de contágio, já que o corpo criou anticorpos. 

Porém, com o passar do tempo, não apenas mais casos de reinfecção foram comprovados, bem como novas cepas foram identificadas. Isso deixou o cenário de imunização ainda mais frágil, já que não há uma garantia dessa proteção. 

Portanto, manter o distanciamento social, a higienização e o uso de máscara em locais de maior aglomeração são recomendadas, e permanecerão por um bom tempo. Não é o ideal, mas o possível para se precaver de possíveis contágios.  

E você, já contraiu o vírus e voltou a treinar? Como está sua corrida pós-COVID? Comente aqui com a gente!

Você também pode gostar

Deixe um comentário