Quando pensamos em corredores de ponta, ou aquele seu amigo que corre “bonito”, mas também rápido, é difícil focar como exemplo os movimentos e participação dos braços na corrida. Naturalmente, sempre temos como referência principal o movimento e amplitude de pernas.

E com esse foco tão grande dado a tudo que envolve pernas mais fortes e velozes, esquecemos que a parte superior, principalmente braços, é tão importante para sua corrida como os membros inferiores.

Faça um exercício: experimente correr com os braços parados ao lado do corpo. Você poderá observar o quanto é difícil, ineficiente e como seu corpo tem dificuldade de se equilibrar.

O movimento dos braços na corrida tem um papel muito importante. Quando suas pernas estão cansadas, os braços passam a ter uma ação ainda mais relevante, pois continuam a impulsionar o movimento a frente, trabalhando mais ativamente para compensar o desgaste de pernas. Interessante, não?

Isso significa que seus treinos de fortalecimento muscular devem incluir mais do que agachamentos, leg press, dentre outros. A parte superior não pode ficar de fora. Além disso, membros superiores mais fortes reduzirão o desgaste para sustentar uma boa postura, o que também impacta num gasto menor de energia, retardando a fadiga na sua corrida.

 

O papel dos braços na corrida com subida

Um dos pontos onde a participação dos braços na corrida é mais ativa é durante um treino de subida. Nessas condições, os nossos pés tendem a passar muito mais tempo em contato com o solo, comparado ao plano e a descida. Em resumo, nos tornamos mais lentos.

Nessa hora, ter mais força de membros superiores, visando impulsionar com mais facilidade o corpo à frente, se torna fundamental. É aí que os braços têm um papel muito importante, pois eles farão essa projeção e impulso do corpo de forma mais intensa.

Esse trabalho será feito em conjunto e sincronia com as pernas, que realizam um movimento menos amplo na subida. Isso deixa o trabalho de braços ainda mais visível.

 

Quais exercícios de fortalecimento devo fazer?

Procure dar preferência para exercícios livres, ou com o peso do próprio corpo. Essas opções ajudam não apenas a fortalecer os músculos de forma isolada, como também estimulam o corpo a utilizar músculos estabilizadores, como abdômen e lombar.

Importante reforçar o quanto esses dois músculos, conhecidos como “core”, contribuem para uma postura de tronco mais eficiente na corrida. Eles permitem uma maior amplitude do movimento de pernas, facilitando a melhor técnica.

Não sabe por onde começar e quais exercícios fazer? Vale dar uma olhada e baixar nosso Ebook gratuito EXERCÍCIOS PARA CORREDORES (CLIQUE AQUI e baixe agora).

Gostou dessa dica? Não deixe de acessar outras matérias de alimentação e treinamento em nosso blog, e seguir nossa página no instagram e facebook