Correr machuca. Apesar de a afirmação chocar um pouco, ela é verdadeira. Não podemos nos esquecer de que a corrida é um esporte de impacto e, como tal, exige do corpo. O impacto do seu pé no solo pode alcançar uma sobrecarga de quase três vezes o peso corporal.

Além disso, a corrida é uma atividade cíclica. Ou seja: você irá começar e terminar o movimento milhares de vezes durante a sessão de treino. Em uma corrida de 60 minutos, por exemplo, você tocará no solo aproximadamente uma média de 9.600 a 10.800 vezes. Impressionante, não?

Porém, a corrida não machuca TODOS os corredores. Quanto mais ações e dicas para prevenir as lesões você colocar em prática, menos passará por esse problema.

Pensando nisso, separamos 6 dicas de como evitar as principais lesões na corrida. Confira!

 

1. Treinos de velocidade com moderação 

Os treinos de velocidade na corrida, ou mais conhecidos como treinos intervalados, são extremamente importantes para se tornar um corredor melhor. Com eles, você melhora a postura na corrida e dá maior eficiência ao seu movimento.

Porém, não podemos esquecer que esse tipo de treino acaba exigindo muito de músculos e articulações. Ou seja: treinos sucessivos podem cansar muito a musculatura, e levar seu corpo as principais lesões na corrida.

Para corredores iniciantes, ou que fazem no máximo três treinos por semana, realizar um treino intervalado é mais que suficiente. Para corredores avançados, e quem treinam mais de três vezes na semana, realizar de um a dois treinos também é um excelente número.

 

2. Fortalecimento específico para corrida 

É quase uma unanimidade os benefícios que o treino de fortalecimento trás para um corredor. Porém, pouco se fala sobre a necessidade de exercícios específicos para cada distância e perfil.

Como consequência, muitos corredores acabam fazendo exercícios apenas protocolares, com pouca dedicação, e não específicos. Nesse cenário, o fortalecimento pode não auxiliar o suficiente para evitar as principais lesões na corrida.

Por isso, dar maior atenção ao treino de fortalecimento, e procurar orientação para realizar exercícios específicos para corrida, farão grande diferença.

Não sabe por onde começar? Baixe GRATUITAMENTE nosso ebook Fortalecimento para Corredores.

 

3. Evite pular fases do treinamento de corrida 

corridas de 5 a 10km com fazer

Primeiro, é muito importante frisar que a corrida não é progressiva. Muitos corredores se identificam e focam nas distâncias de 5 e 10km, e não precisam necessariamente irem para distâncias maiores.

Segundo, mesmo que o corredor tenha potencial para maiores distâncias, o corpo precisa de tempo para realizar uma adaptação mais sólida de músculos e articulações. Ou seja, um maior tempo de duração na mesma distância.

6 meses a um ano treinando especificamente numa mesma distância é um bom prazo, antes de começar a pensar em distâncias mais desafiadores em termos de quilometragem.

 

4. Evite dias seguidos nos treinos de corrida 

Treinar corrida em dias sequenciais, ou mesmo correr todos os dias, é para poucos. Como explicamos no início, a cada treino de corrida seus músculos e articulações sofrem grande impacto. E por isso, um bom tempo de recuperação é necessário.

Na maior parte dos casos, ter uma base muscular muito boa e uma grande experiência para treinar em dias seguidos sem forçar muito seu corpo, será fundamental.

Quer se prevenir nesse sentido? Opte por treinos de corrida em dias alternados um bom tempo, antes de arriscar dias seguidos.

 

5. Subestimar distâncias menores 

Após começar a correr maiores distâncias, e participar de provas acima de 10km, principalmente meia maratona e maratona, alguns corredores passam a subestimar as distâncias menores.

Com isso, corridas que fiquem entre 5 e 10km acabam não sendo “computadas” como treino, levando a um acúmulo gradual de fadiga. Em longo prazo, sem dúvida esse fator poderá pesar para uma lesão.

 Considerar todo volume acumulado dos treinos é fundamental para ficar longe das lesões.

 

6. Quer evitar as principais lesões na corrida? Procure uma Assessoria Esportiva 

E para fechar nossa lista, recomendamos que procure uma assessoria esportiva para seus treinos de corrida. Qualquer corredor, seja iniciante ou avançado, tende a cometer menos erros quando bem orientado.

Contando com um suporte personalizado, que irá equilibrar e planejar todos os aspectos citados nessa matéria, você ficará bem longe das principais lesões na corrida.

E você, gostou da matéria? Tem outras dicas para evitar lesões e que não foram faladas? Comente aqui!