Como retornar aos treinos de corrida com segurança?

veja como retornar aos treinos de corrida com qualidade
6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Chegou a hora! Após dias ou semanas sem poder treinar, você abriu uma brecha em sua agenda e irá retornar aos treinos de corrida. Porém, decidir voltar é apenas o primeiro passo. Uma série de atitudes devem ser tomadas e entendidas para que sua retomada como corredor seja segura. Chegou a hora de descobrir o que não pode faltar nesse momento.

O suor escorrendo no rosto, aquele esforço final para completar o último quilômetro de sua planilha de corrida, a empolgação de projetar o quão mais rápido estará seu pace daqui há um mês… são apenas algumas das sensações que todo corredor sente falta quando para de correr.

E quando essa retomada é planejada na agenda, a alegria é enorme, pois foi dado um passo concreto no desejo de voltar à rotina da corrida. Mas isso não pode, de forma alguma, impedir os cuidados que esse retorno também deve ser. Em outras palavras: Não é simplesmente colocar o tênis e sair correndo. Várias medidas serão necessárias para evitar uma lesão precoce, ou uma performance aquém do esperado.

Para ajudar a entender esse passo a passo, separamos as principais ações que um corredor deve tomar para retornar  aos treinos de corrida com segurança, e não fazer desse momento tão feliz uma frustração.

Não use uma referência de seu antigo desempenho na corrida

Claramente um dos principais erros ao retornar aos treinos de corrida. Essa característica é observada principalmente entre corredores que apresentavam um desempenho acima da maioria antes de parar.

Retomar a rotina de treinos dando o máximo de si em cada treino é tentador. Após um grande período parado, quem não quer imaginar-se voando baixo nos treinos, dentro do peso ideal, e com uma técnica irretocável?

Porém, não se pode esquecer que desempenho é uma condição física do momento, e não algo crônico. Isso quer dizer que o corredor não É rápido. Ele ESTÁ. Por isso, nas primeiras etapas da retomada, o foco deve se concentrar apenas em buscar uma regularidade, correndo entre 2 a 3 vezes na semana. Nada de pensar em correr todo dia, pois um volume muito alto pode estragar os planos de um retorno de sucesso.

Com o tempo, somado à disciplina e paciência, a evolução virá naturalmente. É importante pensar que, da mesma forma que bons resultados não se constroem da noite para o dia, um retorno aos treinos de corrida no nível desejado também pode não ser tão rápido.

Procure retornar aos treinos de corrida com orientação

“Quer chegar rápido, vá sozinho. Quer chegar longe, vá acompanhado”. Esse provérbio muito conhecido define bem a necessidade de fazer essa jornada de volta aos treinos tendo apoio especializado.

Atualmente são inúmeras as opções de escolha para ter orientação ao retornar aos treinos de corrida:

  • Personal Trainer: o suporte ideal para quem precisa não apenas de motivação, mas quer investir em um suporte super direcionado e próximo, que permita mudanças rápidas de acordo com a evolução nos treinos. Também sugerimos que o treinador tenha experiência no segmento. Isso com certeza fará toda diferença;
  • Assessoria de corrida: uma das opções mais procuradas para quem busca iniciar, aprimorar ou retomar sua corrida. O modelo é baseado num treinamento em grupo, onde os corredores são separados por níveis de condicionamento na aplicação da aula. Também é disponibilizada uma programação personalizada via planilha, de acordo com cada objetivo e histórico de treino;
  • Grupos de corrida: um dos modelos mais motivantes para quem precisa daquela força para se manter focado e buscando superação. Nessa opção, um grupo de corredores saem para correr num ritmo e quilometragem geralmente pré-definida. O lado negativo desse formato é que ele acaba não atendendo uma orientação individual, e por isso deve ser evitado nas primeiras semanas de retorno;

Independente da escolha, a dica é procurar opções que atendam seu horário, tempo disponível e perfil. Isso diminui a chance de fazer mudanças que atrapalhem a continuidade de um método, ponto fundamental para evoluir de forma constante.

Não tenha “vergonha” de caminhar

Uma das maiores resistências que corredores apresentam ao retornar aos treinos de corrida é a dificuldade em retomar inicialmente caminhando, ou fazendo algumas alternâncias entre a corrida e a caminhada.

Geralmente essa característica é notada em corredores de longa data e mais avançados na modalidade, seja na quilometragem ou na intensidade com a qual praticava corrida.

Mas como já explicamos anteriormente, o corredor não é. Ele está. Portanto, ele também precisará de uma readaptação gradual de seus músculos e articulações. Pular fases nessa etapa pode comprometer rapidamente a recuperação do corpo, e deixar rapidamente o corredor mais vulnerável à lesões.

Ao retornar aos treinos de corrida, trabalhe com micrometas

Pode ser que o grande objetivo de um corredor ao retornar aos treinos ainda seja algo muito distante e, em algum momento, isso pode pesar e desmotivá-lo a manter os treinos com a mesma disciplina. Por isso, e principalmente nessa fase de retorno, definir pequenas metas em conjunto com o treinador de corrida é fundamental.

A sugestão é que elas sejam relativamente curtas – como uma meta semanal – e com uma capacidade de realização relativamente fácil. Com o tempo e a retomada do condicionamento físico, gradualmente os desafios vão ficando mais difíceis e, justamente por isso, o tempo para atingi-los será ampliado de forma natural e gradualmente.

Nem o treinador de rua, muito menos o corredor em retomada pode esquecer que, mesmo tendo sido excelente no passado, todo corpo precisa de tempo para se readaptar na atividade. Tempo e metas menos ousadas farão parte de um processo de transição, que vai levá-lo novamente a ser um corredor.

Viu como retornar aos treinos de corrida não é nada fácil e exige planejamento, paciência e disciplina? Já está inspirado para voltar a correr nas pistas, esteiras ou ruas da cidade? Compartilhe com a gente como está essa retomada.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário