Sua primeira meia maratona: mitos e verdades

5 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Estreias nunca são fáceis. Pode ser o início num novo local de trabalho, uma aula de violão, um primeiro encontro. Com a corrida, não é diferente. A todo momento, corredores estão estreando em novas distâncias. E para muitos que já correm 5km e, principalmente, 10km, pode ser que tenha chegado a hora de sua primeira meia maratona. 

E para uma prova com tamanho desafio, é natural que hajam diversas dúvidas sobre por onde começar, e qual conselho seguir. Além disso, distâncias como a meia maratona carregam alguns mitos. E isso é muito comum. Afinal, quantas pessoas não precisam de uma alternativa extra quando o cansaço começa a bater, e o desempenho na corrida está caindo?

Por isso, separamos para você alguns mitos e verdades nessa sua primeira meia maratona. Assim, você evitará equívocos e poderá se focar no caminho certo para o sucesso.

Corra leve em sua primeira meia maratona – MITO

Esse é um dos mitos mais populares, não apenas na meia maratona, mas também em outras distâncias. 

Quando se encara uma nova quilometragem, é natural que, por precaução, se procure uma estratégia mais conservadora. No caso de corredores com grande histórico de lesões, sem dúvida é o mais sugerido. Porém, não é uma regra. 

Se você é um corredor com ótimos resultados em corridas de 10km e em distâncias intermediárias (12, 14 ou 16km), sua primeira meia maratona pode ser desafiadora não apenas na distância, mas também na velocidade. 

Uma boa referência é a regra dos 15 segundos, cada vez que dobrar sua distância. Por exemplo: se você corre 10km para 50 minutos ( Pace de 5 min/km ), a tendência é que feche sua meia maratona para Pace de 00:05:15. Nesse caso, você poderia projetar sua prova para 1:51:00.

Mas se o foco for apenas completar a distância, independente do tempo, correr mais leve realmente é o melhor caminho.

A alimentação é fundamental na estratégia da prova – VERDADE

Imagine que você tem uma Ferrari. Ela tem potência, força, velocidade. Foi criada para ser rápida. Agora, pense que ela está sem gasolina. Você não conseguirá tirar ela do lugar, correto? Na meia maratona, é a mesma coisa. Pelo tempo de duração da prova ficar em média entre 01:45:00 a 02:15:00 entre amadores, você precisará de energia extra durante a prova. 

A suplementação alimentar tem papel fundamental nas longas distâncias. Ela que sustenta a capacidade de condicionamento do seu corpo, fornecendo “gasolina” para continuar mantendo o nível da sua corrida. 

O uso de carboidratos de rápida absorção, como algumas frutas, balinhas e carbogel, são opções muito utilizadas. 

Já no campo da hidratação, sucos, isotônicos e água de coco oferecem energia rápida, mantendo o nível de glicemia equilibrado. Isso é essencial para evitar queda de energia, tonturas e, além casos mais graves, um desmaio ou abandono da prova.

Corra a distância durante os treinamentos – MITO

Entre muitos corredores experientes é defendida a lógica que, para estar com corpo e mente preparados, você precisa correr a distância literalmente. Isso não é apenas um mito, mas um grande erro. Principalmente sendo sua primeira meia maratona. 

Realizar a mesma distância de seu desafio pode prejudicar dois aspectos fuundamentais: 

  1. Leva possivelmente um desgaste físico e emocional forte, levando você a não estar 100% no momento mais importante, que é a hora da prova. 
  1. Pode impactar na motivação de fazer a prova. Vencer a distância deve ser a cereja do bolo de toda sua preparação. Se você já conseguiu alcançar durante a preparação, com certeza isso pode deixá-lo menos motivado para a prova.

É a primeira meia maratona? Corra provas menores – VERDADE

Correr uma meia maratona é para poucos. E como tal, exige dedicação e determinados requisitos para que esteja de fato apto, e não seja apenas um aventureiro, que contará com a sorte para vencer esse desafio. 

Por isso, nossa sugestão é que já tenha corrido pelo menos acima de 5 provas de 10km, além de algumas provas intermediárias entre 12 e 16km. Outro ponto importante é ter ao menos 1 ano como corredor. Isso lhe garantirá um corpo mais preparado para o aumento de volume, que ocorrerá durante a preparação.

Dessa forma, músculos, articulações e ossos conseguirão absorver muito melhor os impactos dos treinos. 

Distâncias acima de 10km são apenas para atletas de elite – MITO

Durante a jornada rumo a sua primeira meia maratona, é muito comum receber conselhos, principalmente de pessoas que não correm, que isso é uma loucura. Não é bem assim…

Qualquer pessoa que se dedicar de fato ao desafio, tem condições de correr a distância. Mas para que encare esse desafio da forma correta, é necessário planejamento. Por isso: 

  • Busque suporte especializado. Seja presencial ou via online, você precisará de um treinador de corrida para guiar seus passos;
  • Não deixe de fazer um trabalho complementar, que envolva fortalecimento muscular, dicas sobre alimentação e fisioterapia, para prevenir ou cuidar de lesões na corrida que podem surgir;
  • Destine um tempo extra para imprevistos. Isso permitirá que você não prejudique sua primeira meia maratona, caso tenha compromissos familiares, profissionais ou problemas pelo caminho;
  • Escolha uma prova plana, que reduza o desgaste e nível de dificuldade da prova. Com certeza isso ajudará a reduzir a fadiga e o deixará confiante a cada quilômetro percorrido;

Ainda tem dúvidas de como fazer sua primeira meia maratona ser um sucesso? Sabe de outros mitos sobre a distância? Na Pacefit, temos diversos alunos que fizeram essa transição com sucesso. Conheça nosso trabalho ou compartilhe suas experiências com a gente!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Um comentário em “Sua primeira meia maratona: mitos e verdades

Deixe um comentário