“Sobe o joelho!”, “levanta mais esse braço!”, “inclina o tronco mais à frente!”. Durante a corrida, no intuito de melhorarmos a técnica e consequentemente a performance, é muito comum buscarmos dicas sobre qual a melhor postura para correr, seja através de vídeos na internet, revistas especializadas, ou com o treinador de corrida responsável pelos seus treinos. 

Nesse segundo caso, para quem dispõe de um suporte especializado, esses “comandos” citados no início do texto fazem parte frequente na estratégia de ajuste postural. 

Porém, muitas  vezes o problema principal de uma má postura na corrida não está tão diretamente ligada a ajustes do corpo, e sim a um quesito chamado cadência 

 

VOCÊ SABE O QUE É CADÊNCIA? 

Cadência é a quantidade de passos por minuto que seus pés tocam o chão.

 

Como medir?

Com o avanço da tecnologia na corrida, hoje em dia temos a disposição no mercado uma série de relógios com GPS que calculam automaticamente a cadência. 

Porém, caso não tenha um relógio com essa função, não tem problema: use um cronometro comum e marque quantas vezes, em 1 minuto, uma das suas pernas toca o pé no solo. Pronto!! Você descobriu sua cadência. 

 

Qual a cadência ideal? 

De acordo com vários estudos realizados com corredores e atletas de elite, temos as seguintes referências para uma cadência ideal: 

Abaixo de 80 passadas – É considerada uma baixa cadência. Pode ser decorrente de oscilações verticais acima do adequado (correr saltando), velocidade muito baixa ou seu corpo se “esparrama” muito quando toca o solo, ficando mais tempo em contato com o chão do que o necessário. 

Entre 81 a 85 passadas – É considerada uma regular, que precisa ser melhorada. Ás vezes ajustes simples, como realizar uma passada mais curta, ou inclinar o corpo um pouco mais à frente na corrida, pode ser suficiente para melhorar essa cadência. 

Entre 86 e 90 passadas – o número ideal, principalmente para corredores amadores 

Acima de 90 passadas – se você não for um corredor de elite, cuidado: esse número pode indicar uma passada excessivamente curta. 

Ajustar sua cadência pode trazer diversos benefícios a você, como:

  • redução de lesões 
  • Melhora da técnica na corrida
  • Distribui melhor a exigência muscular da corrida 
  • Ajuda numa melhor postura 

Por isso, fique literalmente atento aos próximos passos de sua corrida.